Educação básica

Pesquisa mostra o retorno às aulas presenciais na visão dos professores

Atualizada em 17/10/2021 15:10

No meio do caminho entre a ansiedade e a expectativa e com uma dose elevada de sobrecarga de trabalho: esse é o perfil dos professores nesse período de transição para o retorno às aulas presenciais. É o que diz o resultado da pesquisa “Desafios e Perspectivas da Educação: uma visão dos professores durante a pandemia” realizada pelo Instituto Península.

Coordenada pelos pesquisadores Fernando Abrúcio e Ricardo Catunda, a pesquisa entrevistou 2. 577 profissionais de escolas de educação básica públicas e privadas em todo o país. Destes, 78% eram professores e os demais, professores auxilliares, coordenadores, diretores e pessoal de apoio. As entrevistas foram feitas entre os dias 30/08 e 09/09.

O objetivo do levantamento era entender como as professoras e os professores estavam se sentindo diante da retomada das aulas presenciais após um ano e meio de ensino remoto. Mesmo com realidades distintas, afinal nem todos os estados e municípios retornaram presencialmente às escolas no mesmo período, é possível notar um padrão comum nas respostas dos participantes.

Ainda que a maioria absoluta (99%) tivesse recebido ao menos 1 dose da vacina contra a Covid19, 47% dos professores se sentiam ansiosos. Mesmo assim, 49% dos participantes afirmaram estar motivados para retornar.

Outro dado que chama a atenção é que 85% dos professores acreditam que os alunos aprenderam menos do que o esperado para o ano letivo. Além disso, 69% reconhecem que os alunos estão se sentindo despreparados em relação ao aprendizado. Por outro lado, 79% dos respondentes reconhecem que os alunos estão felizes por voltar ao ensino presencial.

O estudo do Instituto Península também destacou algumas estratégias apontadas pelos docentes  neste momento de retomada, entre elas estão o maior envolvimento dos familiares e metodologias ativas de ensino.

Os resultados da pesquisa podem ser no link abaixo: 

Desafios e perspectivas da educação: uma visão dos professores durante a pandemia