Coronavírus

Governo camufla dados sobre Covid-19 nas escolas

Atualizada em 31/08/2021 14:55

Reportagem publicada no Jornal Folha de S. Paulo de hoje, 31/08, mostra que o governo Doria deixou de divulgar os casos confirmados de Covid-19 nas escolas. Pelos dados do Simed, sistema de infomação criado no ano passado, houve apenas casos "prováveis" , mas nenhum caso "confirmado". 
Vale, aqui, um explicação sobre os critérios adotados pelo SIMED: "casos prováveis" são aqueles notificados pelas escolas com testagem positiva para Covid-19. Eles só se transformam em "casos confirmados" depois que esses dados notificados são confirmados pelo governo.

O problema é que esse cruzamento de bases de dados não é imediato. Como resultado - acreditem - segundo o Simed, em agosto não houve nenhum caso confirmado de Covid-19 nas escolas públicas e privadas! O que existe são 1.288 casos "prováveis".

Falta transparência

O Simed foi criado por decreto em dezembro de 2020, o mesmo que flexibilizou as regras de retorno às aulas presenciais em 2021. Os dados são divulgados a critério do secretário de educação, Não há acesso público a todos os dados. A falta de transparência compromete o principal objetivo que é o de monitoramento e rastreamento da contaminação nas escolas. Assim,atende mais a interesses políticos do que ao controle da pandemia.