Dissídio Coletivo

Sinpro envia carta às escolas por antecipação imediata aos professores

Atualizada em 13/08/2021 16:18

Todas as escolas particulares de educação básica na cidade de São Paulo receberam carta do SinproSP orientando ao pagamento de uma  antecipação salarial imediata de 6,29% nos salários dos professores, retroativo a março, até o julgamento do dissídio.

Para o sindicato, é uma medida urgente diante da alta do custo de vida. O reajuste de 6,29% repõe a inflação entre março de 2020 e fevereiro de 2021  e foi proposto pelo Tribunal Regional do Trabalho, na audiência de conciliação, dia 15 de julho.

Para as escolas que em abril ou maio que concederam alguma antecipação, o Sindicato orienta que o percentual seja complementado para chegar a 6,29%.  As escolas não estão obrigadas a seguir a orientação do SinproSP, mas seria um erro não aplicar o reajuste de imediato, mesmo porque, cedo ou tarde, a dívida terá que ser paga.