Educação básica

Após anunciar projeto 100% online, Avenues terá de se explicar ao CEE

Atualizada em 23/06/2021 17:03

Diante da promessa da Avenues de lançar já no próximo semestre um programa de ensino totalmente remoto para alunos a partir do 4º ano do Fundamental, o Conselho Estadual de Educação (CEE) se manifestou e afirma que pretende convocar a instituição para prestar esclarecimentos sobre o caso. A informação foi noticiada pela Folha de S.Paulo em 23 de julho. 

De acordo com as informações obtidas pelo jornal, o CEE afirma não ter recebido nenhuma consulta formal sobre o projeto e que os conselheiros só tomaram ciência da proposta da Avenues OnLine por meio de uma notícia publicada pela própria Folha de S. Paulo. O órgão ainda ressaltou que a inciativa da escola é ilegal e que não poderá oferecer diplomas válidos no país. 

É importante destacar que a legislação brasileira exige 200 dias letivos 100% presenciais para alunos do Ensino Fundamental. Já no Ensino Médio, a carga horária presencial mínima é de 75%. Contudo, em caráter de exceção, o Conselho Nacional de Educação flexibilizou as normas e autorizou o ensino remoto durante a pandemia. 

Confira na íntegra: Conselho de educação diz que escola 100% online é ilegal e pede esclarecimento à Avenues – Folha de S.Paulo, 23 de julho