SinproSP

SinproSP cria Fundo Emergencial Solidário para auxílio a professores demitidos

Atualizada em 18/06/2021 17:44

A pandemia de Covid-19 trouxe consequências graves para toda a sociedade brasileira. A economia está paralisada e, como também ocorreu em outras categorias, a demissão é um fantasma que assombra professoras e professores das escolas e instituições de ensino superior.

Para amparar em caráter emergencial professoras e professores sindicalizados demitidos em junho de 2021 e que não disponham de outra fonte de renda, o SinproSP criou o Fundo Emergencial Solidário. A ideia surgiu de discussões durante as assembleias realizadas neste primeiro semestre e foi acolhida pela diretoria do Sindicato.

O fundo contará com uma reserva de R$ 200.000,00, remanejados do orçamento do Sindicato, aprovado em assembleia de novembro do ano passado..

Será criado um comitê gestor para operacionalizar o fundo, zelar pelo uso dos recursos e transparência do trabalho e fiscalizar o repasse aos professores beneficiários. O comitê será constituído por cinco integrantes: três diretores do Sindicato e dois representantes dos professores sindicalizados.

Valor do auxílio e quem pode ser beneficiário

O objetivo do Fundo é prestar um auxílio, pago sob forma de cartão alimentação, no valor de R$ 400,00 a professoras e professores sindicalizados demitidos entre 1º e 30 de junho de 2021, em decorrência da pandemia ou do movimento de greve pela vida e que não disponham de outra fonte de renda nem tenham direito ao seguro-desemprego ou garantia semestral de salários.

É preciso inscrever-se entre os dias 1º e 30 de agosto e o valor de R$ 400,00 será creditado entre os dias 10 e 30 de setembro.

Sendo necessário estabelecer uma ordem no pagamento do auxílio, a prioridade será dada aos professores com mais tempo de filiação ao SinproSP cuja remuneração mensal seja de até R$ 2.500,00.

A ideia do Fundo é criar uma rede de solidariedade para aqueles colegas que se encontram em dificuldades circunstanciais que, esperamos todos, terminem em breve.

Também é uma forma de reverter para a categoria o dinheiro que pertence a ela. Afinal, o SinproSP é um dos poucos sindicatos em todo o país que sobrevive exclusivamente com recursos que vêm dos professores que optaram por se filiar ao Sindicato.

Acesse aqui o Regimento do Fundo Emergencial Solidário