Eventos

Debate no SinproSP comemorou o centenário da Revolução Russa

Atualizada em 31/10/2017 16:05

Os 100 anos da Revolução Russa foram lembrados no SinproSP , dia 28/10, com um debate que contou com a participação do jornalista José Sales, do consultor sindical João Guilherme Vargas Neto e da professora Madalena Peixoto (PUCSP), que também é o diretora do SinproSP.

Sales fez uma análise crítica da construção do Estado após o processo revolucionário. ‘Como a questão democrática é uma característica essencial da revolução, ela se tornou o centro da batalha ideológica da direita contra o outubro revolucionário. Parece-me importante destacar o grande sentido democrático da Revolução de outubro e do Partido em 1917’, disse.

Ele também destacou a importância da proximidade entre Partido Bolchevique e o povo. ‘Os Bolcheviques foram os mais capazes de entender o pensamento dos trabalhadores Russos. Sua política de paz, controle operário, distribuição da terra pelos comitês locais, o direito à secessão das repúblicas de diferentes nacionalidades. A insurreição com essas bandeiras foi amplamente apoiada e se revelou a única forma de luta adequada e mostrou que uma revolução pode ser amplamente democrática”.

Já Madalena falou do papel da mulher na Revolução Russa, em especial do protagonismo de Nadežda Krupskaja, professora e esposa do líder Vladimir Lênin. “Num momento em que era proibido o ensino de quaisquer outras disciplinas que não a Língua e a Matemática, Krupskaja decidiu lecionar outros temas. Sua concepção era de que a educação tinha de ser transformadora”, falou.

Madalena também contou que foi Krupskaja quem articularam intelectuais como Lev Vygotsky, Anton Makarenko e Alexander Luria para produzir um novo projeto acadêmico de ensino, onde a escola desse possibilidades de criar um novo ser humano.

João Guilherme foi o último a falar e abordou importância decisiva do movimento para o mundo contemporâneo. “A Revolução Soviética foi a primeira ruptura da globalização e produz um efeito espetacular que é morigerar o capitalismo. Toda legislação avançada, todos os avanços que vão ocorrer na Europa e nos Estados Unidos, são decorrentes da pressão que o exemplo soviético representava”, disse Vargas Neto.

O evento teve transmissão ao vivo pelo facebook e uma versão editada estará disponível em breve.

Importância nos dias atuais

Após o evento, o SinproSP perguntou aos palestrantes sobre a importância de estudar a Revolução Russa em tempos como os de agora. As respostas foram excelentes e podem ser conferidas abaixo.