Geral

SinproSP processa Unisant′Anna por não pagamento das férias coletivas

Atualizada em 20/07/2017 13:36

O Departamento Jurídico do SinproSP entrou com ação contra a Unisant′Anna pedindo o pagamento em dobro das férias e do adicional de 1/3.

De acordo com o artigo 145 da CLT e a cláusula 40 da Convenção Coletiva, as férias precisam ser pagas com 48 horas de antecedência. O mesmo artigo 145 e a Súmula 450 do Tribunal Superior do Trabalho asseguram o pagamento em dobro, quando o prazo não é cumprido. É isso que o Sindicato está requerendo na ação.

Sem salários, sem aula

Não são apenas as férias que estão atrasadas. Até meados de julho, os professores ainda não tinham recebido os salários de maio e junho. Em reunião convocada pela Sindicato, dia 13/07, representantes da Instituição alegaram não dispor de recursos para saldar a dívida.

O SinproSP convocou os professores para uma assembleia no dia 1º de agosto, às 18h. Na pauta, os atrasos de salários e uma possível deliberação de greve, caso a dívida não seja quitada O Sindicato vai defender as aulas só comecem se a Mantenedora pagar tudo o que deve ao corpo docente.