Geral

Propaganda de mau gosto e discurso chulo

Atualizada em 06/03/2017 15:33

Na tentativa desesperada de convencer a sociedade de que a essa reforma previdenciária é necessária, a cúpula do PMDB lançou mão de uma campanha publicitária indecente e de extremo mau gosto.

A tentativa de usar da troça, do deboche, para chantagear os segurados é ofensiva. E é também a prova definitiva de que o palavrório do governo Temer é mentiroso.

Não deixe de assistir: ANFIP denuncia a farsa da reforma previdenciária

Os dados do governo têm sido contestados pela Associação Nacional dos Auditores Fiscais (Anfip). Como são argumentos muito bem fundamentados por uma elite de agentes do Estado que conhece como ninguém as contas púbicas, tem sido difícil convencer parte da bancada governista a aprovar a PEC 287/2016, tal como foi apresentada.

Segundo reportagem da Revista Época (02/03/2017) , os deputados Carlos Marun (PMDB/MS) e Júlio Lopes (PP/RJ) teriam se queixado ao Palácio do Planalto e solicitado que a Advocacia Geral da União recorresse à Justiça para calar a Anfip. Marun é presidente da comissão especial da PEC 287.

Agora, políticos da cúpula peemedebista lançam mão dessa vergonhosa campanha publicitária. Mentirosa, de mau gosto, linguajar chulo e que faz mau juízo dos trabalhadores. Afinal, quem eles pensam que enganam?


Prof. Luiz Antonio Barbagli, presidente do SinproSP