Ensino superior

Professores da Uninove continuam mobilizados e marcam nova assembleia para 23/03

Atualizada em 13/03/2020 16:40

Problema é o que não falta na Uninove. Reunidos em assembleia no SinproSP, dia 12 de março, para discutir a redução de carga horária no início do ano, os professores  da Uninove ampliaram a pauta de reclamações contra a Instituição: sobrecarga de trabalho,  excessivo número de alunos por classe, produção de material na plataforma sem direitos autorais, não cumprimento do plano de carreira e avaliação do professor pelos alunos no final de cada aula.

Dada a quantidade das questões novas que surgiram, os professores decidiram que, neste momento, a redução de carga horária e de salários, que já vinha sendo tratada, deve ter prioridade.

Uma nova assembleia  foi marcada para o dia 23 de março, segunda-feira, às 14h, no SinproSP.

No dia 20 de março, a Mantenedora deve apresentar um levantamento completo sobre os impactos da reestruturação curricular, como ficou estabelecido na reunião do Foro Conciliatório para Solução de Conflitos Coletivos, realizada dia 11, ocasião em que a Uninove também comprometeu-se a pagar as diferenças salariais de quem teve a carga horária reduzida.