Ensino superior

SinproSP entrará com ação coletiva contra Centro Universitário Sumaré

Atualizada em 06/03/2020 14:46

Na reunião do Foro Conciliatório realizada no último dia 05/03, o Centro Universitário Sumaré confirmou o atraso no pagamento das férias, afirmou que o corpo docente foi avisado da redução da carga horária em 24/12/2019 e alegou a redução do número de alunos matriculados, para demitir professores ou propor redução de carga horária agora, em março de 2020.

 

Diante dessas afirmações, a diretoria do SinproSP ingressará na Justiça com ação coletiva, pleiteando indenização pelo atraso no pagamento das férias. Também recomenda aos professores que comuniquem imediatamente o sindicato pelo e-mail sumare@sinprosp.org.br,  em caso de demissão ou proposta escrita de redução de carga horária.

 

Atenção: A Convenção Coletiva (Cláusula 36) prevê prazo de cinco dias para manifestação do professor após ter sido comunicado da proposta de redução de carga horária. Antes de assinar qualquer documento é muito importante que o docente entre em contato com o SinproSP.