Ensino superior

Justiça determina que MEC intervenha na Uniesp/Universidade Brasil

Atualizada em 18/02/2020 10:56

Mais um capítulo no filme de terror que a Uniesp/Universidade Brasil está protagonizando. Após denúncias de venda de vagas do curso de medicina e fraudes no Fies, Prouni e Revalida, a Justiça Federal de Jales (interior de SP) determinou que o Ministério da Educação interviesse na instituição e nomeie novos administradores para a IES.

Além da troca dos administradores, a Justiça também estabeleceu multa diária de R$ 50 mil devido ao descumprimento de decisões judiciais anteriores. O caso virou notícia no Portal G1, acesse aqui e saiba mais. 

Ficha corrida

Os problemas na Uniesp/Universidade Brasil não são novidade. Em setembro do ano passado, o dono e ex-reitor da instituição José Fernando Pinto da Costa foi preso durante uma operação da Polícia Federal.

Já em dezembro, a Uniesp/Universidade Brasil demitiu cerca de 200 professores, ignorando solenemente os direitos trabalhistas e as verbas rescisórias garantidas pela lei, sem sequer pagar os dias trabalhados em dezembro. Do alto de sua arrogância e desfaçatez, recomendou apenas aos demitidos que "procurassem a Justiça".