Educação básica

SinproSP envia carta em apoio à greve dos professores do Colégio Metodista

Atualizada em 01/11/2019 03:20

O SinproSP manifestou apoio e solidarieda às professoras e aos professores do Colégio Metodista, de São Bernardo do Campo, em greve desde o dia 28 de outubro. A carta foi encaminha ao Sindicato dos Professores do ABC para ser retransmitida a todo o corpo docente.

A greve no Colégio Metodista foi definida por assembleia no dia 24, depois de esgotadas todas as tentativas de negociação, diante da intransigência da escola. Os professores reivindicam o pagamento dos salários de setembro, do adiconal de férias de 1/3 e do vale-alimentação, atrasado há cinco meses, Querem também o depósito do FGTS em atraso e a multa pelo atraso no pagamento dos salários. 

Segundo o SinproABC, que representa os professores do Colégio Metodista, a crise na instituição começou em 2015, com a mudança na administração e que afetou também a universidade. No final de 2017, mais de oitenta professores foram demitidos na Universidade.Parte deles entrou com ação na Justiça e  conseguiu a reintegração, que não foi cumprida pelo Mantenedora.