Direitos

Unidade na luta contra a reforma da Previdência

Atualizada em 18/04/2019 15:02

Texto atualizado dia 22/04, às 13h23

Pela primeira vez, as dez centrais sindicais do país realizam ato unificado no Primeiro de Maio, Dia Internacional do Trabalhador, com objetivo bastante preciso: protestar contra a proposta de emenda constitucional que acaba com o sistema de proteção social e entrega as aposentadorias de presente para os bancos e o sistema financeiro.

A participação das professoras e dos professores é muito importante, porque estamos entre as categorias profissionais mais penalizadas pelas mudanças e também porque é preciso estar ao lado de outras tantas categorias e profissões para lutar contra o violento ataque aos direitos sociais e garantias individuais.

Inicialmente previsto para acontecer na Praça da República, o ato acabou transferido para o Vale do Anhangabaú. Às 10h, começam as apresentações musicais. A tarde será realizado o ato político. E, mais uma vez, o ponto de encontro das professoras e dos professores das escolas particulares será o balão laranja do SinproSP.

Participe e ajude a fazer deste Primeiro de Maio um dia histórico em defesa de sua aposentadoria. #TamoJunto