Geral

Audiência pública sobre ensino a distância

Atualizada em 12/02/2019 15:44

A expansão acelerada da educação a distância (EaD) alimentada pela possibilidade de redução de custos e aumento das margens de lucro dos empresários do ensino foi o tema da audiência pública convocada pelo deputado Carlos Giannazi (PSol). O ato realizou-se na Assembleia Legislativa, dia 11 de fevereiro, na noite de segunda-feira, com o sugestivo título: "Ensino a Distância ou distância do ensino?:

Além do SinproSP, estiveram presentes os Sinpros ABC e Santos, representando os professores da rede privada. Também participaram outras entidades de servidores públicos, estudantes e diiversos conselhos profissionais da área da saúde.

Durante a audiência, foram destaques a qualidade de ensino (ou falta dela), a precarização nas relações de trabalho ea garnde expansão provocada pela liberalização de EaD em 40% nos cursos presenciais. "Até o ano passado, 20% da jornada do curso poderia ser feita a distância, mas hoje permitem-se 40%. A partir disso, as instituições têm ignorado aspectos pedagógicos e critérios de avaliação a fim de auferir lucro", declarou Celso Napolitano, presidente da Fepesp e diretor do SinproSP.

Giannazi mostrou como os alunos são afetados pela perda de qualidade do ensino. Para o deputado, o que era pra ser um ensino complementar está se transformando na principal forma. "Isso afeta muito a qualidade da educação oferecida ao aluno (...). Apesar de os professores serem ótimos, temos uma perda na qualidade de ensino", justificou o deputado.

O vereador de São Paulo Celso Giannazi (PSOL) também esteve presente à Audiência.

*Com informações da Assessoria de Comunicação da Assembleia Legislativa,