08/08/2019 20h38

Pensão por morte será reduzida e poderá ser inferior a um salário mínimo


A proposta apresentada pelo governo e aprovada na Câmara dos Deputados reduz bastante o valor de benefício. É um dos casos em que a segurada ou o segurado corre o risco de receber menos do que um salário mínimo, o que é vedado, atualmente, pela Constituição.

Pela PEC 06, o valor pago corresponderá a 50% do que seria o benefício mais uma cota de 10% para cada dependente, limitado a 100%.

Assim, uma família com dois filhos receberá 80% do benefício, se um dos cônjuges falecer (50% mais três cotas de 10%).

Se o segurado recebesse um salário mínimo, sua família receberia 80% do SM, a não ser que a pensão fosse a única fonte de renda formal da família.

No dia 06, o governo editou portaria definindo o conceito de “renda formal para a concessão da pensão por morte”, o que evidencia ainda mais o retrocesso aprovado pela Câmara dos Deputados.

todas as notícias
|21.08.19 - Conheça a série Ciência Para Todos
|20.08.19 - Juízes para a Democracia voltam a alertar sobre a MP da Liberdade Econômica
|16.08.19 - A liberdade econômica acima dos direitos das pessoas
|16.08.19 - Colegio Santa Maria promove debates sobre Democracia e políticas públicas
|14.08.19 - Juízes Para A Democracia fazem alerta sobre a MP da Liberdade Econômica

Atualize seus dados no SinproSP
Logo Twitter Logo SoundCloud Logo YouTube Logo Facebook
Plano de saúde para professores
Cadastre-se e fique por dentro de tudo o que acontece no SINPRO-SP.
 
Sindicato dos Professores de São Paulo
Rua Borges Lagoa, 208, Vila Clementino, São Paulo, SP – CEP 04038-000
Tel.: (11) 5080-5988 - Fax: (11) 5080-5985
Websindical - Sistema de recolhimentos
Baixe o APP na Google Play Baixe o APP na Apple Store