16/05/2019 11h35

15 de Maio de 2019


Foi uma quarta-feira histórica, para renovar as esperanças, retomar o protagonismo nas ruas e dar novos contornos à disputa política no país. O tsunami que começou a se formar no início da tarde arrastou uma multidão que ocupou a avenida Paulista inteirinha, desceu pela Brigadeiro Luis Antonio e desembarcou na Assembleia Legislativa, no Ibirapuera, quando já era noite, para encerrar o Dia Nacional de Greve da Educação.

O movimento, que originalmente se voltava contra a reforma da previdência, cresceu de forma avassaladora e, a partir dos ataques e desmandos do governo federal, ampliou sua agenda e tomou as ruas para dizer que também não aceitaremos o corte de verbas, o sucateamento das universidades públicas e o desmonte do sistema de produção de conhecimento do país - tampouco nos calaremos diante da perseguição às Humanidades e das ameaças à livre atividade docente.

Foi uma vigorosa demonstração de luta unitária. Marcharam juntos professoras e professores de escolas públicas e privadas, estudantes de todas as idades e segmentos de ensino, trabalhadoras e trabalhadores em Educação da capital e de cidades próximas, pais e mães comprometidos com o ensino democrático e de qualidade. Em todo o Brasil, os protestos reuniram dois milhões de pessoas. No #15M, as aulas aconteceram mesmo no espaço público.

Agora, é 14 de junho

O momento agora é de aproveitar essa poderosa energia política para construir a grande greve geral de 14 de junho, convocada, também de forma unitária, por todas as centrais sindicais. A mobilização em cada uma das escolas privadas da capital, em todas as regiões, deve começar já, com as conversas e reuniões entre os professores, as visitas da diretoria de base do SinproSP, a distribuição de material, a circulação de informações - e todo esse processo de organização coletiva vai convergir para uma assembleia da categoria, a ser realizada em breve, na sede do Sindicato.

Fiquem atentas e atentos à convocação. Recebam as notícias pelo whatsapp do SinproSP - (11) 95278-1230 . No #14J, o tsunami da Educação vai dizer mais uma vez "presente". E ajudar a parar o Brasil.



Aqui tem mais: fotos, vídeos, cartas de apoio ao movimento

todas as notícias
|17.06.19 - Férias devem ser pagas 48 horas antes de seu início
|17.06.19 - TRT faz nova audiência de conciliação dia 18 de junho
|13.06.19 - SinproSP estará fechado dia 14
|12.06.19 - Inscrições para férias de julho na Colônia de Férias do SinproSP
|12.06.19 - Greve Geral: a lista das escolas

Contribuição Sindical
Logo Twitter Logo SoundCloud Logo YouTube Logo Facebook
Plano de saúde para professores
Cadastre-se e fique por dentro de tudo o que acontece no SINPRO-SP.
 
Sindicato dos Professores de São Paulo
Rua Borges Lagoa, 208, Vila Clementino, São Paulo, SP – CEP 04038-000
Tel.: (11) 5080-5988 - Fax: (11) 5080-5985
Websindical - Sistema de recolhimentos
Baixe o APP na Google Play Baixe o APP na Apple Store