14/06/2018 11h51

Reajuste salarial na educação básica já está valendo


A Federação dos Professores do Estado de São Paulo e o Sieeesp, sindicato das escolas de educação básica, divulgaram comunicado conjunto disciplinando o reajuste salarial de 2018 e os novos pisos salariais em todo o Estado.

O reajuste é de 2,14%, retroativo a março. Se a escola optar pelo não pagamento da Participação nos Lucros de 15% em outubro, o reajuste é de 3,39%, também retroativo a março. O percentual deve ser aplicado já no salário de férias, no adicional de 1/ 3 e no salário de junho.

Antecipações salariais

As diferenças salariais referentes aos meses de março, abril e maio devem ser pagas junto com o salário de junho, deduzidas eventuais antecipações salariais. Por exemplo, se a escola antecipou 1%, continua devendo 1,14%.

Se os professores receberam mais do que os 2,14%, o salário não pode ser reduzido. Eventual compensação só poderá ser feita no próximo reajuste, na data base de 2019, e ainda assim, se o valor constar do holerite como “antecipação salarial”.

Piso salarial

Os valores dos novos pisos salariais a partir de março de 2018 são os seguintes:

►professores de educação infantil em escolas que só têm educação infantil: R$ 1.220,16 (22 horas semanais)

►professores de educação infantil e ensino fundamental até o 5º ano: R$ 1.363,52 (22 horas semanais)

►professores do ensino fundamental do 6º ao 9º ano: R$ 16,17 por hora-aula

►professores do ensino médio no período noturno: R$ 16,17 por hora-aula

►professores do ensino médio: R$ 17,95 por hora-aula

►professores de ensino técnico de nível médio e de formação inicial e continuada de trabalhadores: R$ 16,71 por hora-aula

►professores de cursos pré-vestibulares: R$ 24,53 por hora-aula

Todos esses valores devem ser acrescidos de 5% de hora-atividade. Quem é aulista, recebe ainda 1/6 de Descanso Semanal Remunerado. A hora-aula no período diurno é de 50 minutos e no noturno, 40 minutos.

Cartão alimentação

O cartão alimentação entregue aos professores em substituição à cesta básica deve ser reajustado pelo INPC-Ibge (1,81%). O valor não pode ser inferior a R$ 90,61 e é retroativo a março. As diferenças devem ser creditadas em julho.

Comunicado Fepesp -Sieeesp 1/2018 (reajuste salarial)
todas as notícias
|11.12.18 - SinproSP convoca professores da Campos Sales para assembleia
|11.12.18 - Mudança de carga horária, disciplina ou turno para 2019? Atenção!
|11.12.18 - Quatro anos de luta e Escola Sem Partido é arquivada na Câmara dos Deputados
|07.12.18 - CNE desmonta disciplinas e aprova base curricular do ensino médio
|05.12.18 - Recesso é um direito conquistado na Convenção Coletiva

Ranking de salários
Logo Twitter Logo SoundCloud Logo YouTube Logo Facebook
Plano de saúde para professores
Cadastre-se e fique por dentro de tudo o que acontece no SINPRO-SP.
 
Sindicato dos Professores de São Paulo
Rua Borges Lagoa, 208, Vila Clementino, São Paulo, SP – CEP 04038-000
Tel.: (11) 5080-5988 - Fax: (11) 5080-5985
Websindical - Sistema de recolhimentos
Baixe o APP na Google Play Baixe o APP na Apple Store