17/03/2018 15h06

Professores ampliam luta em defesa da Convenção Coletiva


Reunidos em assembleia no SinproSP, dia 17/03, professores da rede privada na cidade de São Paulo rejeitaram a contraproposta patronal e mantiveram o estado de greve, seguindo a orientação da diretoria do Sindicato.

A assembleia também autorizou o SinproSP a ingressar com ação de dissídio coletivo na Justiça do Trabalho e ampliou a agenda de mobilização a partir do dia 19.

A rejeição unânime à contraproposta das escolas foi ovacionada pelos presentes. ‘A proposta é inaceitável. Ela desmonta a Convenção, eliminando oito cláusulas fundamentais e reduzindo direitos em outros 18 artigos’, protestou Luiz Antino Barbagli, presidente do SinproSP.

Homenagem

No inicio da assembleia foi feita uma homenagem à vereadora do Rio de Janeiro pelo Psol, Marielle Franco, que contou com a presença do deputado Carlos Gianazzi (Psol) . Ele falou da brutal execução e citou Foucaut: “Onde há poder, há luta e resistência”. O parlamentar também mencionou a greve dos servidores municipais e desejou sucesso para a nossa Campanha Salarial.

A assembleia aprovou um ato com mobilização e paralisação em frente ao Tribunal Regional do Trabalho no dia da audiência de conciliação (a data só será conhecida depois que da instauração do dissídio).

Até lá, o desafio é intensificar a organização da categoria. Por isso, a assembleia aprovou várias ações, inclusive a realização de duas concentrações: dia 20, em frente ao SinproSP durante a rodada de negociação e dia 22 (18h), no Largo da Batata.

AS DELIBERAÇÕES DA ASSEMBLEIA

1. Rejeição da contraproposta patronal

2. Manutenção do estado de greve

3. Autorização para instauração de dissídio coletivo na Justiça do Trabalho

4. Ações de mobilização:

- Intensificação na organização dos professores, com reuniões no local de trabalho e visitas do SinproSP às escolas

- Carros de som na porta das escolas que não permitirem a entrada do Sindicato

- Distribuição de carta aberta aos pais de alunos distribuídas pelos professores e pelo Sindicato nas portas das escolas

- Material voltado ao engajamento de professoras de educação infantil e do fundamental I , distribuído por uma comissão

- Espaço recreativo para crianças durante todas as assembleias no SinproSP

5. Agenda:

20/03, 14h: ato em frente ao SinproSP, durante a negociação com o Sieeesp

22/03, 18h: ato no Largo da Batata

24/03, 9h: preparação, no SinproSP, para o ato em frente ao TRT

todas as notícias
|19.10.18 - Demissão a partir de 16/10 garante salário até janeiro de 2018
|18.10.18 - No SinproSP, profa. Ludmila Costhek fala sobre precarização e resistência
|18.10.18 - Assembleia no SinproSP definirá pauta de reivindicações da Campanha Salarial
|17.10.18 - Professores do Senac têm assembleia em 19 de outubro
|14.10.18 - Carta aberta das professores e dos professores para toda a sociedade

Ranking de salários
Logo Twitter Logo SoundCloud Logo YouTube Logo Facebook
Plano de saúde para professores
Cadastre-se e fique por dentro de tudo o que acontece no SINPRO-SP.
 
Sindicato dos Professores de São Paulo
Rua Borges Lagoa, 208, Vila Clementino, São Paulo, SP – CEP 04038-000
Tel.: (11) 5080-5988 - Fax: (11) 5080-5985
Websindical - Sistema de recolhimentos
Baixe o APP na Google Play Baixe o APP na Apple Store