21/02/2018 16h17

Reforma trabalhista desafia professores na Campanha Salarial


Na educação básica, sindicato patronal propõe mudanças que desfigurariam toda a Convenção Coletiva, com eliminação ou redução dos principais direitos. No ensino superior, mantenedores querem acabar com a obrigatoriedade no plano de saúde.

Na prática, os patrões querem aplicar a reforma trabalhista nas convenções coletivas, levando para dentro das escolas a contratação precária, flexível e sem nenhuma garantia.

► Educação Básica: Patrões querem rasgar a Convenção Coletiva

► Ensino Superior: Plano de saúde dos professores está ameaçado

► Sesi/Senai: Dia 28/02 tem assembleia no SinproSP com falta abonada

A Campanha Salarial é unificada em todo Estado e organizada pelo SinproSP e outros 24 sindicatos, sob a coordenação da Federação dos Professores do Estado de São Paulo.

todas as notícias
|24.05.18 - Paralisação dos professores na mídia
|24.05.18 - Professores respondem à ABEPAR
|23.05.18 - Assembleia ganha as ruas. Professores fazem nova paralisação dia 29
|23.05.18 - A lista atualizada da paralisação: 37 escolas atingidas
|23.05.18 - Os professores vão lutar - boletim da Campanha Salarial

Ranking de salários
Logo Twitter Logo SoundCloud Logo YouTube Logo Facebook
Plano de saúde para professores
Cadastre-se e fique por dentro de tudo o que acontece no SINPRO-SP.
 
Sindicato dos Professores de São Paulo
Rua Borges Lagoa, 208, Vila Clementino, São Paulo, SP – CEP 04038-000
Tel.: (11) 5080-5988 - Fax: (11) 5080-5985
Websindical - Sistema de recolhimentos